Close
  • Rua Rui Barbosa, 420 - Centro
  • Seg. à Sex. 8h às 18h

Brasileiros deixam Ala 2 em Anápolis depois de quarentena

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O grupo de brasileiros repatriados vindos da China, que estava há 15 dias na Ala 2 (Base Aérea de Anápolis) deixou a quarentena na manhã deste domingo (23 de fevereiro de 2020).

 

O grupo chegou ao Brasil em 9 de fevereiro, vindos de Wuhan, epicentro do novo coronavírus na China. Na ocasião, o ministério previa uma quarentena de 18 dias. Com isto, os brasileiros, parentes chineses e equipe de resgate só deveriam deixar a Base Aérea na próxima quinta-feira (27 de fevereiro de 2020). A liberação ocorreu antes, depois do 4º e último exame apontar resultar negativo para contaminação.
Em comunicado, o ministro general Fernando Azevedo e Silva (Defesa) disse que todos os protocolos indicados pela OMS e pelo Ministério da Saúde foram seguidos.

 

“O Ministério da Saúde orientou e deixou em condições de a gente liberar os 34 mais os 24 que acompanharam a partir do 14º dia e de todos os 4 exames. Fizemos 1 exame a mais. Fizemos 1 na China, 1 no zero dia, 1 no 7º dia e outro no 12º dia. Todos com resultado negativo e dentro do prazo”, declarou.

 

 

O ministro interino da Saúde, João Gabbardo dos Reis, já tinha informado na última sexta-feira que o grupo em quarentena poderia ser liberado antes do prazo estimado inicialmente.

 

A pasta ressalta que todos os repatriados permanecem com quadro assintomático. Informou, ainda, que eles serão transportados pela FAB (Força Aérea Brasileira) para 9 Estados do país.

 

Em fala a integrantes da operação de resgate dos brasileiros, o ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa) disse que o sentimento era de “orgulho, de missão cumprida”, ao concluir a Operação Regresso à Pátria Amada Brasil. Azevedo agradeceu a todos que participaram do acolhimento ao grupo de repatriados.

 

 

O Ministério divulgou que a operação para trazer os repatriados teve orçamento de R$ 11,2 milhões. Eis os destinos para onde os repatriados irão retornar:

 

 

> Distrito Federal: 20 passageiros, sendo 9 militares, 1 profissional do Ministério da Saúde, 1 profissional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e 9 repatriados;
> São Paulo: 13 passageiros, sendo 11 repatriados, um militar e uma integrante do Ministério da Saúde;
> Rio de Janeiro: 11 militares;
> Paraná: 5 repatriados;
> Santa Catarina: 4 repatriados;
> Minas Gerais: 3 repatriados;
> Pará: uma repatriada.
> Dois repatriados, transportados para Brasília, seguirão em voos comerciais para o Maranhão e para o Rio Grande do Norte. Um repatriado permanecerá em Anápolis.

 

 

com informações do portal Poder360 – fotos: Leonardo Gonçalves

admin

admin

Escreva o seu comentário!

Sobre Mim

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Novas Postagens

Siga nós