Close

Em março, autonomia foi tema trabalhado com estudantes da rede municipal de Anápolis

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
A cada mês, projeto Talentos do Coração destaca uma habilidade socioemocional

 

Empatia, autonomia, cultura, autoconhecimento, responsabilidade, conhecimento, argumentação, tecnologia, comunicação e criatividade são as competências trabalhadas ao longo do ano letivo para que os estudantes da rede municipal de Educação adquiram capacidades como gerenciar emoções, alcançar objetivos, manter relações sociais positivas, tomar decisões de maneira responsável e mediar conflitos. Essa é a finalidade do Talentos do Coração, um projeto da Secretaria Municipal de Educação para trabalhar habilidades gerais e socioemocionais definidas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

 

Segundo a secretária da pasta, Eerizania de Freitas, o cenário de pandemia trouxe impactos para a questão emocional, principalmente pelo que o isolamento ocasionou: a falta de interação social. Para ela, os ganhos proporcionados pelo projeto são essenciais à formação humana. “As ações que realizamos em torno das competências referentes a cada mês são significativas para o desenvolvimento pleno do nosso estudante”, pontua Eerizania.

 

Autonomia foi a habilidade trabalhada na rede durante todo o mês de março. Viviane Marques, que é professora do Centro Municipal de Educação Infantil Jorge Amado, entende que é uma competência essencial por despertar a autoestima e também a autoconfiança dos estudantes. “Tarefas do dia a dia, como arrumar a cama, guardar os brinquedos depois de brincar, tirar o prato da mesa depois de comer, podem ser realizadas, principalmente neste momento de pandemia, que os estudantes têm ficado em casa”, afirma a educadora.

 

O aluno Miguel Pereira, do Infantil V, tem cinco anos e estuda no Centro de Educação Infantil Presbiteriana Renovada Central. Em casa, os pais o incentivam a fazer o máximo de coisas que ele consegue sozinho para exercitar sua autonomia. Escolher a roupa que vai vestir é uma das atividades que o pequeno mais prefere.

 

De acordo com a assessora pedagógica da rede, Marcela Cappele, o projeto propiciou ações desafiadoras para os estudantes, trazendo elementos colaborativos como músicas, textos, vídeos, brincadeiras e faz de conta. “A autonomia colabora com uma série de aspectos na evolução dos estudantes. Com a dose certa de independência, o crescimento se torna mais saudável e a criança adquire aprendizados que serão úteis pelo resto da vida”, conclui.

por Secom Prefeitura de Anápolis – foto: Secom

admin

admin

Escreva o seu comentário!

Sobre Mim

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Novas Postagens

Siga nós