Close
  • Rua Rui Barbosa, 420 - Centro
  • Seg. à Sex. 8h às 18h

Procon Anápolis aponta variação de até 100% no preço dos testes da Covid-19

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Os valores oscilam entre R$ 120 a R$ 375, dependendo do tipo de exame

 

A Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (Procon Anápolis) realizou uma pesquisa de preço dos testes para diagnóstico do Covid-19. Foram verificados quatro tipos de exames (teste rápido; IgM e IgG; RT-PCR; IgA e IgG) em oito laboratórios da cidade. A pesquisa visa esclarecer os consumidores sobre os preços praticados nos estabelecimentos neste momento de pandemia. A coleta de dados foi realizada no dia 22 de julho. Clique aqui e acesse a pesquisa!

 

O levantamento aponta variação de até 100% no preço do teste rápido – realizado sem pedido médico e sem equipamentos laboratoriais – cujo preço oscila entre R$ 140 a R$ 280. Já o RT-PRC – considerado o padrão ouro no diagnóstico da COVID-19 – realizado apenas com pedido médico e identifica o vírus no período em que está ativo no organismo, sendo que o preço do exame pode custar entre R$ R$ 300 a R$375.

 

Já os tipos sorológicos, o IgA, IgG ou IgM e IgG – detectam a presença de anticorpos contra o novo coronavírus – o valor do teste oscila entre R$ 190 a R$ 300 (IgG e IgM) e R$ 120 a R$ 160, no caso do teste IgA e IgG. Dos laboratórios pesquisados, apenas três realizam coleta domiciliar e um no formato drive-thru.

 

Orientação
O secretário da pasta, Robson Torres, explica que por tratar-se de tema que envolve a saúde humana (bem maior de todo ser vivo), o tipo de teste a ser escolhido prescinde de muita atenção e cautela. “É nosso dever informar e orientar os consumidores acerca das características destes testes, dos valores e dos graus de confiabilidade, para que todos tenham uma exata noção do que se pretende e do que esteja consumindo, e inclusive, não se sintam enganados posteriormente, até porque, em certos casos, a eficácia não é garantida”, destaca Torres.

 

Ele ainda explica que, “o mais indicado é o RT – PCR, e dependendo da escolha o consumidor pode ser levado a uma falsa sensação de segurança e alívio em decorrência de um teste que não exprime a realidade precisa da saúde da pessoa e ligada ao Covid-19”.

 

por Portal Prefeitura Anápolis – foto: divulgação

admin

admin

Escreva o seu comentário!

Sobre Mim

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Novas Postagens

Siga nós