Close

Tragédia: Alunos e professor são mortos em ataque a tiros em escola na Rússia

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Mais de 20 pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas em Kazan, sendo que 6 crianças estão na UTI. Suspeito de 19 anos foi preso pela polícia e arma, apreendida

 

Oito pessoas foram mortas e mais de 20 ficaram feridas em um ataque a tiros em uma escola em Kazan, na Rússia, nesta terça-feira (11 de maio). Um suspeito de 19 anos foi preso e uma arma, apreendida.

 

O ataque começou às 9h30 (horário local, 3h30 em Brasília). Ele abriu fogo contra os alunos da escola, tem 1.049 alunos e 57 funcionários.

 

Segundo autoridades de saúde, 21 pessoas foram hospitalizadas após o ataque, incluindo 18 crianças. Seis estão na UTI.

 

“Seis menores de idade se encontram em estado grave”, afirmou Lazat Jaydarov, porta-voz do governo do Tartaristão, cuja capital é Kazan.

 

Imagens publicadas nas redes sociais mostram crianças pulando da janelas do prédio de três andares para escapar dos tiros.

 

A escola foi cercada pela polícia, e outro vídeo mostra um jovem sendo imobilizado no chão por policiais do lado de fora do prédio. A identidade do suspeito não foi revelada.

 

Testemunhas dizem ter ouvido uma explosão e depois os tiros. Alguns estudantes conseguiram escapar do prédio durante o ataque, mas outros ficaram presos lá dentro e foram retirados depois.

 

Rustam Minnikhanov, governador do Tartaristão, disse que as vítimas são estudantes do oitavo ano. “Perdemos sete crianças, alunos do oitavo ano. Quatro meninos e três meninas”.

 

Terrorismo descartado
Minnikhanov visitou a escola e afirmou que o atirador tinha permissão para portar a arma que usou no crime. “O terrorista está preso, [tem] 19 anos. A arma de fogo está registrada em seu nome”.

 

Inicialmente chegou a ser divulgado que havia um segundo atirador, mas a informação foi corrigida. “Outros cúmplices não foram identificados e uma investigação está em andamento”, disse o governador.

 

O Comitê de Investigação da Rússia descartou a hipótese de terrorismo. “O agressor foi detido e sua identidade, estabelecida. É um morador local”, afirmou o comitê em um comunicado.

 

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou condolências às famílias das vítimas e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

 

Devido ao ataque, Putin também ordenou a revisão da regulamentação sobre os tipos de armas permitidas para uso civil.

 

Tartaristão é uma região de maioria muçulmana no centro da Rússia, e sua capital Kazan fica a 725 km a leste de Moscou e tem mais de 1,2 milhão de habitantes.

 

Ataques em escolas
Ataques em escolas são raros na Rússia. Oito crianças e uma professora ficaram feridas em 2018 após dois homens mascarados atacarem o local com armas brancas.

 

No mesmo ano, um estudante de faculdade matou 19 antes de se matar na Crimeia, região da Ucrânia que foi anexada à Rússia.

Por Redação com Agências de Notícias – foto: reprodução internet

admin

admin

Escreva o seu comentário!

Sobre Mim

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Novas Postagens

Siga nós